Implantodontia

A odontologia como ciência e arte tem acompanhado as mudanças do homem ao longo do tempo, procurando reabilitar o órgão dental em sua perda parcial ou total, regatando o equilíbrio e harmonia facial, melhorando, assim, a qualidade de vida das pessoas.

Os nossos dentes são nosso cartão de visita. Eles proporcionam autoconfiança, permitem-nos comer com prazer, rir, despreocupadamente, falar com clareza e oferecem segurança no dia a dia, bem estar e gosto pela vida.
Acontece com frequência a perda de um ou vários dentes. A falta de dentes não é apenas uma questão estética, mas também interfere na funcionalidade, limitando-nos de várias formas.

Os implantes dentais representam uma nova chance para substituição de dentes perdidos, que entre suas principais causas podem-se apontar: cáries não tratadas, doença periodontal, traumas, entre outras.
A implantodontia é a especialidade da odontologia que estuda, desenvolve e aplica as técnicas de instalação de implantes na cavidade oral para substituir os dentes perdidos.

O implante utilizado atualmente é um parafuso de titânio que substitui a raiz do dente perdido e permite a instalação de um dente de porcelana (prótese) semelhante ao original. A superfície externa desse parafuso de titânio induzirá a formação óssea ao seu redor, fenômeno que é chamado de osseointegração.

O dente é um órgão completo, quanto mais falhas, mais problemas teremos, como: falha no sorriso, migração e inclinação de dentes adjacentes, colapso da oclusão e disfunção do sistema mastigatório, podendo ocasionar neuralgias (dores por toda a extensão do nervo) e mialgias (dores musculares) da face, limitando a qualidade de vida.

Hoje em dia, os tratamentos com implantes oferecem muita segurança ao paciente, pois essa técnica se tornou mais rápida, mais simples e indolor, proporcionando benefícios antes não alcançados por tratamentos convencionais. Estes contribuem para um melhor funcionamento do aparelho mastigatório, prevenindo o envelhecimento precoce da face e substituindo com eficiência o elemento dental perdido.

1-1. Perguntas frequentes em Implantodontia:

• Quanto tempo preciso ficar afastado do meu trabalho para fazer os implantes?
A cirurgia de implantes normalmente tem um pós-operatório muito bom, sendo que na maioria dos casos, o paciente deverá ficar afastado de suas atividades de um a três dias. A recomendação de repouso após a cirurgia, evitando esforços físicos, exposições ao sol e movimentos bruscos, além de seguir as recomendações do especialista, colabora para uma pronta recuperação.

• A cirurgia de implante dói ou incha muito?
A cirurgia de implantes costuma ter um pós-operatório com mínimo desconforto. Procure seguir as recomendações do especialista e utilize a medicação conforme prescrição.

• O tratamento com implantes é definitivo?
O tratamento com implantes osseointegráveis já é utilizado há mais de 45 anos e os resultados em longo prazo possuem altos índices de sucesso. Para que o resultado possa ser mantido, é fundamental a realização da higiene bucal diariamente e de maneira adequada, além de retornos periódicos ao especialista.

• Quanto tempo demora a cirurgia de implantes?
O tempo gasto durante o procedimento cirúrgico de implantes varia de acordo com a complexidade do caso. Usualmente são procedimentos pouco demorados, sendo que a cirurgia para colocação de um implante demora em torno de 30 minutos.

• Os meus dentes terão aparência normal?
Sim. Uma das grandes vantagens do tratamento com implantes é a possibilidade de realização de próteses com alto nível estético e funcional. Um tratamento realizado com sucesso deverá devolver a aparência normal à dentição.

• Poderei me alimentar normalmente com os implantes?
Sim. Após a conclusão do tratamento, não haverá limitações alimentares. Alimentos excessivamente duros deverão ser evitados.

• Existe o risco de rejeição dos implantes?
Não. O titânio utilizado na produção dos implantes é totalmente biocompatível (biologicamente aceito pelo organismo), não havendo risco de rejeição.

• Até quantos anos o paciente pode fazer implantes?
Não existe um limite de idade para realização dos implantes. Desde que o paciente esteja saudável a apresente uma estrutura óssea adequada, poderá se submeter à cirurgia. Todos os pacientes deverão ser avaliados previamente pelo especialista e exames complementares podem ser necessários para o correto diagnóstico e plano de tratamento.

• Quanto custa o tratamento com implantes?
O tratamento com implantes tem sido muito difundido atualmente por seu alto grau de sucesso, tornando-o cada vez mais acessível financeiramente. Consulte-nos para um perfeito diagnóstico e planejamento financeiro do seu caso.

• Já vou sair da cirurgia com os meus dentes na boca?
Sim. Antes da cirurgia de colocação dos implantes é feito um molde para o estudo do caso e a definição pela melhor técnica a ser empregada para cada caso. Em muitos casos é realizada a prótese sobre o implante imediatamente após a cirurgia (carga imediata) devolvendo à estética e a função. Para os casos onde não é possível utilizar este tipo de técnica, dentes provisórios fixos ou removíveis podem ser utilizados.

 

1-2. CARGA IMEDIATA EM IMPLANTES DENTÁRIOS.

A perda dos dentes é um problema que afeta milhões de pessoas em todo o mundo.
Apresenta relação direta com distúrbios mastigatórios, gastrointestinais, envelhecimento facial, e prejudica o relacionamento social.
Como consequências ocorrem alterações funcionais, estéticas e diminuição da autoestima.
Esta situação pode ser facilmente solucionada com tratamentos rápidos e eficientes com o uso de implante dentário com carga imediata.
Em geral, leva-se de três meses para que o implante dentário se cicatrize, antes da colocação do dente definitivo, por meio de um processo denominado osseointegração. Neste período de cicatrização, o paciente utiliza uma prótese provisória fixa ou removível. Uma vez que o implante dentário esteja consolidado ao osso, a união pode ser considerada praticamente permanente.

Devido aos avanços científicos, hoje é possível, em casos selecionados, entrar no consultório sem dentes e sair no final do dia com todos os dentes fixos sobre os implantes dentários. Essa tecnologia, conhecida como Carga Imediata, proporciona uma grande satisfação aos pacientes devido aos rápidos resultados.
O tratamento por Implantes osseointegráveis com carga imediata é uma forma prática e segura de repor a falta de dentes, devolvendo a estética bucal e a função mastigatória. Os implantes são inseridos numa única sessão. Na mesma sessão podemos instalar uma prótese fixa provisória.

Para a realização desta técnica é necessário que os ossos maxilares estejam preservados, com boa quantidade e qualidade.
A cirurgia de implante dentário deve ser feita o mais rápido possível para reduzir o processo de atrofia fisiológica do rebordo ósseo que ocorre na região que perdeu o dente. Os implantes permitem hoje que utilizemos uma prótese dentária fixa de um dente ou todos os dentes, e a mastigação de todo o tipo de alimento, com firmeza e estética.

Acontece com frequência a perda de um ou vários dentes. A falta de dentes não é apenas uma questão estética, mas também interfere na funcionalidade, limitando-nos de várias formas.